Ferrovia operada pela Vale, será conectada ao porto do Açu, e terá caminho pelo Comperj

0 16

O governo tem planos para conectar a Ferrovia Vitória-Minas, operada pela Vale, ao porto do Açu, com caminho pelo polo petroquímico Comperj, no Rio de Janeiro.

Nesta segunda-feira, 24 de junho, o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participou de um café da manhã organizado pelo Conselho Empresarial do LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), no Rio. Freitas informou que o governo tem planos para conectar a Ferrovia Vitória-Minas, operada pela Vale, ao porto do Açu, com caminho pelo polo petroquímico Comperj, no Rio de Janeiro.

O ministro disse também que assunto sobre os planos do governo em privatizar o Aeroporto Santos Dumont, além de outros ativos importantes de infraestrutura, como a Companhia Docas e a concessão de diversas rodovias, todos localizados no Rio de Janeiro  foram assuntos da reunião.

Freitas evidenciou que o investimento será destinado para prover infraestrutura para o Porto de Açu, em São João da Barra, no Norte do Estado do Rio.

Ele citou que pretende ampliar a Ferrovia Vitória-Minas até o Rio. Para isso, disse que pretende usar recursos da prorrogação do contrato da MRS Logística e recursos do governo federal.

– É um objetivo do governo levar a ferrovia até o Açu. Isso será feito com recursos da prorrogação da MRS e com recursos próprios da AGU, que é investimento público. Mas ainda estamos avaliando. Vemos o Porto de Açu como um grande porto – destacou ele.

A Vale conseguiu na semana passada, junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a prorrogação do contrato de concessão da Estrada de Ferro Vitória Minas (EFVM) por mais 30 anos, antecipando investimentos que seriam feitos, somente, a partir de 2027.

“É preciso levar uma ferrovia para porta do Açu (passando pelo Comperj)… Isso ainda está em avaliação. Levar ferrovia ao Açu será feito com recursos provenientes da prorrogação ou com recursos públicos. Fazer chegar no Açu é uma prioridade”, disse o ministro a jornalistas, em evento empresarial no Rio de Janeiro.

O ministro ainda afirmou que o projeto de engenharia e a ligação da malha da EFVM de Cariacica ao Rio de Janeiro serão realizados pela própria Vale.

A Agência Nacional do Petróleo – ANP, está avaliando a renovação dos contratos de 12 campos offshore operados pela Petrobras

Leave A Reply

Your email address will not be published.