Governo exonera Mansueto do Tesouro Nacional e nomeia Bruno Funchal para o cargo

0 27

Fonte: G1

Mansueto Almeida foi exonerado do cargo de secretário do Tesouro Nacional. A decisão foi publicada na madrugada desta quarta-feira (15) no “Diário Oficial da União” (DOU).

Mansueto já havia comunicado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que deixaria o governo, conforme antecipou o blog da Ana Flor. A exoneração, a pedido, foi assinada pelo ministro da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto.

O novo secretário do Tesouro Nacional será o economista Bruno Funchal.

Mansueto, que estava à frente do Tesouro Nacional desde 2018, pretende ir para a iniciativa privada.

Mansueto Almeida foi exonerado do cargo de secretário do Tesouro Nacional. A decisão foi publicada no 'Diário Oficial da União' — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Mansueto Almeida foi exonerado do cargo de secretário do Tesouro Nacional. A decisão foi publicada no ‘Diário Oficial da União’ — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

O atual secretário foi nomeado para o cargo ainda no governo Michel Temer, pelo então ministro da Fazenda Eduardo Guardia. Após a posse de Jair Bolsonaro, Mansueto foi mantido no posto.

Mansueto Almeida é formado em economia pela Universidade Federal do Ceará, é mestre em economia pela Universidade de São Paulo (USP) e cursou doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge (USA), mas não defendeu a tese. É técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA, tendo assumido, entre outros, os cargos de coordenador-geral de Política Monetária e Financeira na Secretaria de Política Econômica no Ministério da Fazenda (1995-1997), assessor da Comissão de Desenvolvimento Regional e de Turismo do Senado Federal (2005-2006) e Assessor Econômico do Senador Tasso Jereissati.

Funchal

O ministério da Economia informou que Funchal assume de forma definitiva a partir do dia 31 de julho. Até lá, haverá um processo de transição entre o atual e o futuro secretários.

De acordo com a pasta, Bruno Funchal é bacharel pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com doutorado em economia pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e pós-doutorado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa). É também professor titular da Fucape Business School e foi pesquisador visitante na Universidade da Pensilvânia.

Em 2017 e 2018, Funchal foi secretário de Fazenda do Espírito Santo e um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas públicas promovido pelo estado. E desde o início do governo Bolsonaro integra a equipe da Secretaria de Fazenda como diretor de Programa e foi um dos técnicos responsáveis para elaboração do projeto do Pacto Federativo, que tramita no Congresso Nacional.

Leave A Reply

Your email address will not be published.